Representar Ser ou Ser de Verdade

SAMSUNG DIGIMAX A503

Muita diferença há em quem representa ser, sem ser de verdade,

Apresentar ser, sem ser,

É representar ser o que não é,

É viver sem existir na realidade da vida.

Pois é uma irrealidade,

Um mero personagem a representar uma idealidade esperada pela sociedade,

É fingir ser um ideal, mas irreal,

Por interesses, inseguranças, mediocridade, vaidade…

Vivem para a própria imagem,

Enquanto viverem por si mesmos,

Não serão por nós.

Pois vem para ganhar, sem nada dar,

Tiram sem nada deixarem de real.

É existência que se finda em si mesma,

Pois é feita de mentiras.

Despertem para a consciência da realidade da vida,

Vejam além do que os outros esperam de ti,

Além do que parece e do que realmente é,

Analise os discursos ideais de vida e viva para a vida real.

Existimos realmente para nós mesmos e para o mundo,

Quando o nosso viver está de acordo com nosso sentir e existir.

Ser falso contigo mesmo e com o semelhante,

É enganar a si próprio e ao mundo.

Mas vale a autenticidade de ser um pequeno diamante,

Do que representar um grande caco de vidro,

Que é frágil e vulnerável, nada vale e se quebra com facilidade.

Só aquilo que vive de acordo com as verdades das leis universais,

Perpetuam-se e progridem,

Pois esta é a lei natural de ser e existir.

Só as sementes vivas são continuidades de vida,

multiplicam-se e dão frutos!

Esta é a razão da vida e está presente na consciência de cada ser.

Do humilde ao sábio,

Temos a percepção do que e como devemos agir e ser,

Sabemos a conduta real e justa que nos orienta a vida.

Viva a realidade da vida tal qual é em essência.

Seja mais do que os outros esperam de ti,

Seja você mesmo uma realidade de vida!

Ser e existir, tal qual é,

São verdades vivas que deixam legados,

Pois são feitas de verdades reais.

 

 

 

 

As Estrelas lá do Céu

17190773_1439839976061385_8429760111970924993_n

Quando alguém muito querido parte desta vida,

É vida que continua viver em outro lugar,

Pois no infinito dos céus,

Nada deixa de existir,

Apenas se transforma e vive em outro realidade.

Nossos amores que partem,

São como as estrelas brilhantes, lá do céu,

Corações que palpitam,

Dizendo, eu estou aqui!

A saudade dorida,

Com o tempo vira doce lembrança,

Pois é o coração que traz a certeza do reencontro.

Para nos lembrar,

Que o sentir e amar,

Continuam,

Além das fronteiras deste tempo

E desta realidade de vida.

Uns chegam outros partem,

Para as experiências da vida.

E há seu tempo todos os afetos,

Pela lei de afinidade e atração juntos estarão,

Para o grande reencontro do amor

E da vida junto a Divindade.

 

Está em Ti o seu Porvir

16807231_1422818241096892_6749597971829245671_n

Na vida tudo tem seu tempo,

Nem ontem, nem amanhã,

Mas no devido tempo,

É o tempo de parar e refletir,

De mergulhar em si mesmo de estar em seu eu,

É o tempo de pensar sobre a vida e em seu porvir.

Em sua solidão é o momento do autodescobrimento,

É o tempo de analisar a vida:

Pessoas e contextos,

De valores que são de ti,

E valores que são do outro.

Da tua realidade e da realidade do outro.

Do que te faz bem e do que te faz mal.

Selecione e escolha o que faz bem ao seu coração:

Da vida equilibrada, dos momentos de paz,

Busque as belas paisagens que encantam o olhar,

Da  música suave que eleva a alma,

Da boa leitura, dos bons hábitos de vida,

Das boas companhias que são doces alegrias,

Da vida em harmonia contigo mesmo,

Com o semelhante e com a terra.

Seja para ti a melhor companhia,

Em seu eu, reflita sobre o seu pensar e sentir,

De como deve ser seu agir,

Suas atitudes e ações.

Defina com justiça e benevolência,

Seu posicionamento sobre as questões da vida,

E viva para as riquezas reais da vida,

De saber e ser.

Estude e cresça,

Pense e reflita,

Analise e produza.

Promova no mundo tudo o que faz a humanidade crescer,

Edifique o que é ético e moral,

Pois este é o caminho do equilíbrio, da paz e da felicidade.

Construa o edifício da vida com obras que deixam legados.

Pois o tudo de sua vida está contido em si mesmo,

Está em ti o que és,

E o que és deixa sua marca no mundo,

E és tu que está a construir

O seu porvir.

Mocinha

17457575_1467960239916025_3178513769991382973_n

Mocinha,

Seu olhar brilha e se encanta,

Ao descobrir a vida e conhecer o mundo.

Por entre laços de fita,

Flores e encantos,

Seu coração palpita com as poesias de amor.

De olhos brilhantes,

Quase infantis,

Das primeiras primaveras,

Sonha com a vida e seu porvir,

Que a faz sorrir com seu jeitinho meigo de ser.

Menina moça de coração inocente;

É como avezinha assustada que voa de seu ninho

Para os perigos da vida.

Quer ser mulher, mas ainda não é,

Quer tudo saber, mas tem muito a aprender,

É botão de flor,

Que sob a luz da vida

Desabrocha suavemente para a idade da razão.